Pesquisar neste blogue:

Contador de Visitas:

Web stats powered by www.clubstat.com

Outros pontos de visita:

Ocorreu um erro neste dispositivo

Temas e Assuntos:

Arquivo do blogue

Colaboradores do blog:

-» Futebol

-» T Nogueira

-» Nuno Texas

-» António Fonseca

-» João Miguel Pereira

-» Marcelo Santos

-» Guilherme Pannain

-» Geração Benfica

-» Tiago Ferreira

-» Livre Directo

-» Bruno Miguel Espalha

De Leão ao peito

Publicada por Futebol sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Coragem, boas praticas e boas tácticas

A época futebolística em disputa tem sido marcada pela elevada turbulência, sem dúvida pelo começo hesitante e por vezes frustrante de uma pré-época armadilhada por uma participação demasiado precoce no apuramento para a Champions.


A crise de resultados e exibições pareceu ter tomado vontade própria de forma caprichosa, tornando inevitável o seu culminar: a saída de Paulo Bento. Previsto por uns, negado por outros, mas seguramente indesejado por todos pelo rasto turbulento e fracturante deixado na sua ocorrência.


Uma semana passada apenas e as atenções focadas na composição da nova estrutura que se anuncia para o departamento de futebol foram o escape necessário para esquecer ou atenuar os momentos traumáticos vividos. Incontornavelmente, tinham que acontecer com a partida de alguém com o crédito que Paulo Bento soube acumular na sua passagem por Alvalade.


Os Sportinguistas vivem hoje uma espécie de 2ª oportunidade, provavelmente o melhor momento da época. Sem terem que confrontar as esperanças que agora renascem com a realidade da competição, vêm com bons olhos o carisma e abnegação de Sá Pinto como motor para uma nova partida. A cada vez mais provável entrada de André Villas Boas, sendo uma jogada de risco, insere-se numa filosofia que se deseja ver implantada em Alvalade: pela argúcia e conhecimento chegar antes dos que têm muito para gastar e assim se podem dar ao luxo de contratar o óbvio. Mesmo expectantes, julgo que a maioria se revê pelo menos na temeridade calculada do acto.


A maior parte dos milagres, seja no futebol ou na vida, são fundados em muito trabalho, muita competência e suor. Pode-se ganhar um jogo por sorte mas até essa exige a audácia de tentar. O primeiro milagre necessário para o futebol do Sporting é o de fazer voltar a normalidade. O lugar do Sporting neste campeonato não é seguramente o que agora ocupa. É o que a descrença nas suas capacidades proporcionou. Fazer acreditar no seu valor, orgulhar-se dele e impô-lo no campo é o que os jogadores precisam e os adeptos merecem. As boas práticas e tácticas farão o resto. Os adeptos estão ansiosos de carregar a equipa às costas, mas é preciso que esta faça o indispensável: ganhar a coragem de dar o salto.


*crónica escrita para o Futebol "O desporto rei" , pelo "ANortedeAlvalade", no âmbito da parceria em vigor.

0 golos

Enviar um comentário

No Futebol "O Desporto Rei" todos os comentários são aceites, desde que os mesmos não contenham qualquer tipo de palavreado não adequado, que impere o respeito e que não sejam com o intuito de fazer apenas e só publicidade. Para este último aspecto, assim como para eventuais trocas de links, façam o favor de nos contactar para o nosso endereço de email (Gmail).

ESTAMOS NAS REDES SOCIAIS:

ESTAMOS NAS REDES SOCIAIS:
Adiciona-nos e ajuda-nos a divulgar um projecto que pretendemos retomar em breve.

Followers

Parcerias:

Parcerias:
A Mística Azul e Branca traz-nos o "Poder Portista".

A Norte de Alvalade traz-nos "De Leão ao peito".

O Blog Geração Benfica traz-nos "Benfica by GB".