Pesquisar neste blogue:

Contador de Visitas:

Web stats powered by www.clubstat.com

Outros pontos de visita:

Ocorreu um erro neste dispositivo

Temas e Assuntos:

Arquivo do blogue

Colaboradores do blog:

-» Futebol

-» T Nogueira

-» Nuno Texas

-» António Fonseca

-» João Miguel Pereira

-» Marcelo Santos

-» Guilherme Pannain

-» Geração Benfica

-» Tiago Ferreira

-» Livre Directo

-» Bruno Miguel Espalha

Argentina Apertura 2009 - a análise

Publicada por António Fonseca quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

O torneio Apertura da Argentina terminou há dias, com uma vitória do Banfield contra todas as apostas iniciais, e que se se veio a classificar como afortunada pois foi conseguida na última jornada fruto de um desaire do adversário. Na verdade, este primeiro título do clube fundado por ingleses, escoceses e irlandeses, e que leva já uma longa história de 113 anos, esteve ameaçado momentaneamente pelo Newell's Old Boys que não foi capaz de impedir uma derrota na última jornada em casa perante o San Lorenzo. Foi uma competição mais uma vez caracterizada (desde há muitos anos) pelo facto da esmagadora maioria das equipas estarem localizadas próximo da capital de Buenas Aires (apenas o Atlético Tucuman e o Godoy Cruz jogam bem longe).



Vamos começar por destacar o pódio das melhores performances:
Em primeiro lugar, o Banfield. Não só pelo facto de ter conquistado o primeiro título da sua longa história, mas também por ter sido de longe uma surpresa pois era um clube a quem se pedia no máximo uma época regular, no meio da tabela. Nele, destacaram-se alguns jogadores como Santiago "Tanque" Silva, de 29 anos, que passou por Portugal na época 2004-2005 (Beira-Mar, 30 jogos, 8 golos), e que foi o melhor marcador da competição. Para além desta seta no ataque, os campeões beneficiaram de um guarda-redes Luchetti muito sólido e do defesa Victor López, ambos jogadores já na casa dos 30 anos. Aliás, os campeões assentaram na experiência o ingrediente fundamental para a conquista do seu primeiro título da história.

O segundo maior destaque vai para o Newell's Old Boys, outra equipa de "meio de tabela", ao nível do Banfield, e que quase conquistava o título. Para isso, brilharam dois jogadores: um, que eu já antes por aqui referi, o avançado uruguaio de 1,97m e 22 anos Joaquín Boghossian, a quem auguro um futuro muito positivo; e o médio-ala esquerdo Leonel Vangioni, de 22 anos.

Finalmente, e até por ordem da classificação final, o Colon (antifga equipa de Prediguer, antes de rumar ao FC Porto) merece um dos maiores destaques desta edição do Apertura, com a conquista de um terceiro lugar muito positivo para uma equipa que já entra no grupo dos que à partida jogavam para não descer. Para além do segundo melhor marcador da competição Gaston Nieto (avançado, 26 anos) que curiosamente também jogou no Estrela da Amadora em 2006, teve proponderância Alexis Ferrero (defesa, 30 anos). Outro facto a destacar é o de que o treinador há mais tempo no banco de uma equipa é precisamente o do Colon, ainda assim há apenas 1 ano e nove meses, o que dá bem conta da rotatividade desta função, e o verdadeiro frenesim de chicotadas psicológicas como instrumento para gerir as equipas na Argentina.
Não é demais referir três equipas cujo orçamento, em teoria, apenas lhes conferia o direito a pensar em nada mais do que a manutenção, mas acabaram por ter uma prestação bastante sólida: Atletico Tucuman (13º), Arsenal Sarandi (12º) e o Rosario Central (10º). Esta última, uma equipa extremamente jovem.


Do outro lado, estiveram as desilusões da época:

A maior de todas, na minha opinião, o Boca Juniors. Sem grandes restrições orçamentais, afirmava-se como o maior candidato ao título, mas acabou por terminar num horrível 11º lugar. Apenas o "velhinho" Riquelme ainda foi dando alguma cor ao clube da "Bombonera".

Quase tão mal, estiveram os eternos rivais do River Plate. Terminaram em 14º lugar. Contudo, não tinham os argumentos do Boca. Para além da perda de Falcao para o FC Porto, não eram desta feita candidatos por excelência. Por ventura, Estudiantes e Velez teriam melhor plantel. Buonanotte, tantas vezes referenciado para Portugal e que, bem recentemente, sofreu um acidente de viação que o atirará para fora dos relvados por vários meses, foi efectivamente o melhor da equipa. Mas não nos enganemos, pois o futebol praticado pela River deixa muito a desejar. Muito pouco, perante emblemas bem menos laureados, e que exibiram estrelas bem mais cintilantes, é o mínimo que se pode dizer da performance dos rivais da capital, que a partir de agora deixam de ter acesso franco à Copa Libertadores onde antes eram convidados independentemente do mérito desportivo. Não se avizinham, portante, dias fáceis para estes colossos do futebol latino-americano.

A terceira maior desilusão foi o Tigre, clube que terminou em último lugar, destacadíssimo e com apenas 8 pontos.

Contava-se também com algo mais do Estudiantes (com um dos melhores plantéis, e terminou em 8º lugar), e Velez Sarsfield (à partida os meus favoritos, pela qualidade de jogadores, mas que não foram além de um 5º lugar com os mesmos pontos do 3º)

O torneio Apertura 2009 teve ainda alguns outros jogadores que penso ser interessante destacar:
No Lanus, e ainda fazendo referência a jogadores que valeram de muito pela sua experiência, foi pedra base o defesa esquerdo Maxi Velásquez (ex-Real Sociedad), de 30 anos.
Outra equipa que detem nas suas fileiras dois jogadores muito interessantes é o Argentino Juniors. Nomeadamente, o avançado Gabriel Hauche (23 anos) e o defesa Matias Caruzzo (25 anos).
Passando às referências de jogadores bem jovens, sempre muito interessantes para o futebol europeu, destaco ainda o Rosario Central, que com um quarteto de jogadores muito novos destacou-se pela esperança que confere ao futebol argentino: o defesa Guillermo Burdisso, de 21 anos, irmão de Nicolás Burdisso (AS Roma) e que conta com 1,90m de altura; o defesa ou médio Mario Paglialunga, de 21 anos; o médio defensivo Gervasio Nuñez (1,87m) de 21 anos; e o médio "10" Jonathan Gómez, de 20 anos.
Podemos juntar ainda que o Independiente, um dos clubes "históricos" da Argentina dez despontar, neste Apertura 2009, um central de 18 anos chamado Leonal Galeano, que se revelou uma promessa a ter em conta, dado ter assumido uma posição de pedra e cal no eixo da defesa de um clube muito exigente.


0 golos

Enviar um comentário

No Futebol "O Desporto Rei" todos os comentários são aceites, desde que os mesmos não contenham qualquer tipo de palavreado não adequado, que impere o respeito e que não sejam com o intuito de fazer apenas e só publicidade. Para este último aspecto, assim como para eventuais trocas de links, façam o favor de nos contactar para o nosso endereço de email (Gmail).

ESTAMOS NAS REDES SOCIAIS:

ESTAMOS NAS REDES SOCIAIS:
Adiciona-nos e ajuda-nos a divulgar um projecto que pretendemos retomar em breve.

Followers

Parcerias:

Parcerias:
A Mística Azul e Branca traz-nos o "Poder Portista".

A Norte de Alvalade traz-nos "De Leão ao peito".

O Blog Geração Benfica traz-nos "Benfica by GB".