Pesquisar neste blogue:

Contador de Visitas:

Web stats powered by www.clubstat.com

Outros pontos de visita:

Ocorreu um erro neste dispositivo

Temas e Assuntos:

Arquivo do blogue

Colaboradores do blog:

-» Futebol

-» T Nogueira

-» Nuno Texas

-» António Fonseca

-» João Miguel Pereira

-» Marcelo Santos

-» Guilherme Pannain

-» Geração Benfica

-» Tiago Ferreira

-» Livre Directo

-» Bruno Miguel Espalha

Comentário - Não temos que ir com a maré

Publicada por António Fonseca quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Já estou cheio de ouvir "paineleiros", bloggers e comentadores de ocasião a falarem da selecção. Desculpem o desabafo. Aceito com normalidade que cada um fale dos seus clubes dado que, normalmente, conhece consideravelmente a realidade dos mesmos. Mas, com a selecção, enche-me a cabeça a quantidade de entendidos temporários que aparece nestas alturas de jogos, mas passados 3 dias e durante meses já só querem saber de Benfica, Porto ou Sporting, sem se darem ao mínimo trabalho de tentar perceber sequer como funcionam as estruturas do futebol, desde o IDP ao Adop, passando pela FPF, sua Liga e seus respectivos Conselhos.

Ora com que então, para a maré, a culpa do estado da selecção é de Carlos Queiroz?
A culpa de termos sido eliminados do mundial com apenas um golo (irregular) e frente à campeã e unanimente bem consagrada Espanha, é do Queiroz? Podíamos ter jogado melhor? Talvez. Mas a culpa é mesmo do Queiroz? Os jogadores, entre eles o mais caro do mundo que raramente se esforçou por jogar mais e melhor guardando golos para mais tarde, não têm culpa? É, mesmo, de Queiroz? Profissionais de topo não se esforçarem, não sofrerem, armarem-se em treinadores desrespeitando o verdadeira e legítimo, e nem sequer serem vistos a cantar o hino de Portugal, é culpa única e exclusivamente de Queiroz?
Pois bem, até agora pensava (e ainda penso), que jogar na selecção era um sonho e orgulho para qualquer jogador, e condição suficiente para a auto-motivação. Mas parece que, afinal, não. Afinal também é preciso um treinador que saiba motivar jogadores para jogar na Selecção. Não há aqui qualquer coisa de errado!? E que não é, seguramente, Queiroz?

Depois, há aqueles jogadores que, porque ir para a selecção acaba por se tornar um frete pois não são titulares, tendo que fazer viagens para ficar no banco, preferem expor o seu amuo (amor!?) através de anúncios públicos de renúncia à selecção. Não será também uma forma de aproveitar a onda negativa e pressão sobre um homem, para lançar mais uma acha para a fogueira na expectativa de que o próximo seleccionador os vá chamar com promessa de titularidade. num egoísmo bem revelador do espírito oposto a um Jogador de Portugal? Como se a culpa de haver outros, talvez melhores do que eles, fosse, lá está, de Queiroz.
Provavelmente, e doravante, a julgar pela irrelevância dada à atitude de Simões e Paulos Ferreiras, já se vai considerar normal ouvir jogadores dizerem: "jogar na selecção, a titular, é um sonho. Mas, perder umas noitezinhas lá por casa para ter que me sentar no banco de suplentes onde não me valorizo para assinar o contrato da minha vida, não obrigado".

Depois, há agentes de jogadores a passarem os estágios nos mesmos hotéis da selecção. Já ninguém acha isso anormal. Mas, se por acaso tal influenciar escolhas de seleccionadores, este só terá culpa se se chamar... Queiroz.

Mas, melhor que tudo, tinha que aparecer o Governo!Um Governo, cuja face é a de uma pessoa com postura de arrogância e vaidade, à semelhança de tantos outros membros do mesmo.
A Laurentino Dias, que até agora muitos nem sabiam (nem sabem) bem que competências lhe são conferidas, a primeira pergunta que eu gostaria de fazer era: "O que é que já fez de positivo para desenvolver o futebol português?"
A segunda seria: "Porque é que o Regime Jurídico das Federações legislado pelo seu Governo, e que obrigou todas as modalidades a reverem os seus estatutos retirando poderes às associações distritais e redistribuindo-o por todos os intervenientes incluindo clubes, árbitros, jogadores e treinadores, não foi ainda aplicado no futebol, quando o prazo está esgotado há mais de 2 meses?"
E porque é que, segundo o mesmo regime, as Federações que não alterassem esses seus estatutos veriam perderiam o estatuto de utilidade pública e consequentemente o direito de participação em competições internacionais, não viram essa consequência ainda aplicada no futebol?
Quem está por dentro sabe porquê. Ouve-se dizer por aí que o Governo alterou a lei para poder tirar o poder às associações, e assim ele próprio poder "mandar" nas modalidades, e desenganem-se os crentes, no futebol em particular que tantos votos e manipulação na sociedade permite. Pois bem, se isso não é verdade, esta intromissão despropositada, extemporânea, e lamentável do senhor Secretário de Estado da Juventude e do Desporto no processo Queiroz vem dar muita, senão toda a razão "ao que se vai ouvindo".

Desenganem-se os que ainda pensam que é a FPF quem quer mandar embora Queiroz.
Estamos perante uma luta do Governo em mudar esta FPF, fracturando-a como está a conseguir, através da manipulação do povo contra Queiroz num primeiro momento, e a estrutura directiva logo a seguir. E sabem que mais? Parece mesmo que vai conseguir. Sem qualquer pudor ou pena por emitir a factura de uma ausência num Europeu, e sabe-se lá que mais.

A seguir, não me surpreende nada que o favor de Luis Figo a José Sócrates ainda termine na liderança da FPF por parte deste. Isto, porque Armando Vara, que aqueles que tiverem melhor memória sabem que foi "consenso" há três anos atrás para essa função, está agora com a sua "face" demasiado desgastada.
É a política metida com o futebol, ao mais alto e perigoso nível. E aqueles que andaram a anunciar e classificar como corrupção as histórias entre Nuno Cardoso, FC Porto, Santana Lopes, Sporting, Benfica e tantos outros por essas autarquias fora, que apareçam agora a falar pois são mais benvindos do que nunca.

Desculpem partilhar o longo desabafo, mas este é mesmo o reflexo do nosso triste país. Um país onde os incompetentes e vaidosos tomam sistematicamente conta dos lugares de chefia, facturando e pagando favores; onde pertencer a um partido ou lobby é somente o que importa para alcançar cargos na administração pública (e privada!); e no qual o ego destes incompetentes é consistentemente muito superior às causas que defendem.

10 golos

  1. The Blue One Says:
  2. Caro António, este seu texto é uma Lufada de ar fresco para mim. Até que enfim uma pessoa que vê e sente as coisas tal e qual elas são.

    Onde é que posso assinar este seu Texto?

    Cumprimentos

     
  3. Anónimo Says:
  4. Caro António,

    Concordando com 90% do seu post, principalmente a nível da garra dos jogadores e do envolvimento politico neste caso, só lhe pergunto uma coisa:

    Deixando de lado o mundial, que acho que não foi mau de todo, para si quem é o culpado de neste último jogo, jogarmos com um meio campo composto por Manuel Fernandes, Meireles e Tiago, jogadores estes que ainda não fizeram qualquer jogo esta temporada nos seus clubes?
    Atenção que o Jorge Mendes só é empresário do Manuel Fernandes!

    Cumps

     
  5. Os meus parabéns ao António Fonseca por não ter papas na língua e pôr o dedo na(s) ferida(s).
    As consequências deste golpe de Estado na Federação só mais tarde serão contabilizadas, mas o afastamento do próximo Europeu parece certo e a reabilitação do futebol jovem parece-me que vai ficar novamente em águas de bacalhau, e só isso faz com que o futuro da Federação e Selecção seja muito negro num futuro próximo.

    P.S. - Obrigado ao Futebol por ter respondido ao desafio, continuem o bom trabalho.

     
  6. Já agora é só para lembrar que pesquisar antes de comentar, faz com que não se digam asneiras.
    Ao amigo Anónimo venho lembrar que o Tiago também faz parte da lista de jogadores representados pela Gestifute.

     
  7. Futebol Says:
  8. Ora essa Pedro, boas sugestões são sempre bem vindas nesta casa.

    Concordo com quase tudo o que o meu amigo AF escreve, mas no que toca ao futuro de Queiroz, defendo que o mesmo passe pela selecção, mas não como técnico da equipa A. Queiroz tem qualidade é certo, mas também algumas debilidades, sendo que uma delas condena muitas vezes ao insucesso o trabalho efectuado, refiro-me à liderança (ou falta dela). Queiroz seria para mim o coordenador de todo o futebol da selecção, quem sabe até poderia ocupar algum cargo como treinador principal, mas não neste escalão. Já deixei aqui escrito no blog a minha ideia.

    http://futebolodesportorei.blogspot.com/2010/07/portugal-o-antes-o-durante-e-o-pos.html

     
  9. The Blue One Says:
  10. Carlos eu já te tinha dito, e volto a repeti, que vejo com muitos bons olhos esta tua sugestão.

    A questão é encontrar um Treinador que queira ter Carlos Queiroz a cooredenar os sues movimentos e uma equipa Directiva que queira trabalhar com Queiroz e para o futebol.

    O problema é que eu não estou a ver nem uma coisa nem outra, porque enquanto continuarem na FPF pessoas como o Amãndio, Agostinho Oliveira, Rui Caçador, Madail e um Secretario de Estado do Desporto que mete o nariz onde não é chamado, tal não será possivel...

    E quem vai sofrer somos nós Adeptos...

    Caro Aónimo, a resposta á seua questão é seimples: Agostinho Oliveira e só Agostinho Oliveira. Porquê? Simples, porque o actual seleccionador está Supenso de Funções e como tal não podia ter feito a Convocatória e orientar a equipa em ambas as partidas de Qualificação para o EURO.

    Pensar de outra formaa é, na minha opinião, ser-se maldoso.

    Cumprimentos para todos.

     
  11. Mas olhem que o Agostinho já veio dizer que fez a convocatória para o jogo da Noruega em conjunto com Queiroz.

    Isto dá para rir.

    Primeiro, porque é que não disse isso antes do jogo?
    Segundo, sabendo que ao denunciar isso agora iria agravar ainda mais a questão da permanência do seleccionador..., porque é que o fez!?

    Estará Agostinho Oliveira, também ele, com "medo" do polvo!?
    E, ter-se-á Agostinho lembrado que esta nova infracção, imputada a Queiroz, também lhe deve ser imputada a si que sabia que não podia contactar com o professor?
    Ou será que, a parte do Agostinho vai ser "amnistiada"?

     
  12. The Blue One Says:
  13. Caro António, o Agostinho já faz parte da mobilia da FPF. Sabe há quantos anos esta personagem obscura do nosso Futebol está ao serviço da Federação?

    Há 21 anos!!!

    Acha mesmo que o vão mandar embora? Claro que não. O Agostinho é apenas mais um dos tentaculos do Polvo (eu cá gosto mais de o apelidar de eucalipto, mas Tentaculo também serve).

    Cumprimentos

     
  14. Futebol Says:
  15. Pessoal tenho-vos a agradecer pela saudável troca de comentários, assim dá gosto.

    Abraço e obrigado.

     
  16. 21 anos!?

    Muito vejo e leio de futebol, mas admito que nunca tinha reflectido sobre isso...
    21 anos sem ter a coragem de se colocar à disposição de treinar um clube, de certeza. Seria normal esse tipo de ambição num treinador, não? Sair da sombra, não.

    Pois bem, isto ajuda-me a perceber ainda mais o puzzle. Isto é como nas empresas... há sempre um Agostinho velhinho que dá um jeito, provavelmente para "bufar" os deslizes. Muito mudou a minha opinião sobre este homem nos últimos dias, agora que fico ilucidado.

    Ainda bem que, ao nosso lado, até LFV e PdC estão de acordo! Este é, sem dúvida, um momento histórico!

     

Enviar um comentário

No Futebol "O Desporto Rei" todos os comentários são aceites, desde que os mesmos não contenham qualquer tipo de palavreado não adequado, que impere o respeito e que não sejam com o intuito de fazer apenas e só publicidade. Para este último aspecto, assim como para eventuais trocas de links, façam o favor de nos contactar para o nosso endereço de email (Gmail).

ESTAMOS NAS REDES SOCIAIS:

ESTAMOS NAS REDES SOCIAIS:
Adiciona-nos e ajuda-nos a divulgar um projecto que pretendemos retomar em breve.

Followers

Parcerias:

Parcerias:
A Mística Azul e Branca traz-nos o "Poder Portista".

A Norte de Alvalade traz-nos "De Leão ao peito".

O Blog Geração Benfica traz-nos "Benfica by GB".