Pesquisar neste blogue:

Contador de Visitas:

Web stats powered by www.clubstat.com

Outros pontos de visita:

Ocorreu um erro neste dispositivo

Temas e Assuntos:

Arquivo do blogue

Colaboradores do blog:

-» Futebol

-» T Nogueira

-» Nuno Texas

-» António Fonseca

-» João Miguel Pereira

-» Marcelo Santos

-» Guilherme Pannain

-» Geração Benfica

-» Tiago Ferreira

-» Livre Directo

-» Bruno Miguel Espalha

Análise à Selecção Nacional A

Publicada por Futebol quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

O site Globoesporte está a levar a cabo uma análise às selecções que irão estar presentes no Mundial 2010, a realizar na África do Sul. Um levantamento completo sobre os últimos jogos, histórico nos Mundiais, curiosidades, equipa-base e o craque de cada equipa. Além disso, comentários de especialistas sobre cada país analisado e um as apostas de alguns colunistas.

Confira a da nossa selecção:

A história de Portugal nas Copas do Mundo é curta e cheia de altos e baixos. O país esteve presente em apenas quatro edições do torneio. Em duas delas, foi semifinalista (1966 e 2006). Nas outras duas, não passou da primeira fase (1986 e 2002). Desta vez, os portugueses contam com um dos melhores jogadores do mundo em seu elenco para tentar voar mais alto: Cristiano Ronaldo.

A campanha nas eliminatórias foi desanimadora no início, mas o time do técnico Carlos Queiroz teve fôlego para reagir e buscar a vaga na repescagem, contra a Bósnia. Cristiano Ronaldo, por sinal, nem sequer foi a campo nos dois jogos mata-mata, por conta de uma lesão no tornozelo direito.

Quem teve papel importante na guinada de Portugal foi o atacante Liedson. Brasileiro naturalizado, o Levezinho, como é chamado pelos lusitanos, estreou num jogo decisivo contra a Dinamarca e fez o gol que decretou o empate por 1 a 1. Outros dois brasileiros de nascimento integram a seleção portuguesa: o zagueiro Pepe e o meia Deco.

Curiosidades

- Portugal protagonizou a maior virada da história das Copas: depois de começar perdendo por 3 a 0 para a Coreia do Norte, nas quartas de final da Copa de 1966, conseguiu vencer por 5 a 3. Apenas mais uma vez uma seleção levou 3 a 0 e virou: foi a Áustria, que bateu a anfitriã Suíça por 7 a 5 em 1954.

- Nas duas grandes campanhas que Portugal fez em Copas (terceiro lugar em 1966 e quarto lugar em 2006), a seleção era comandada por técnicos brasileiros. Otto Glória era o treinador na Copa da Inglaterra, e Luiz Felipe Scolari, na da Alemanha. Em suas outras duas participações em Copas, em 1986 e 2002, quando caiu na primeira fase, Portugal tinha como técnicos os lusitanos José Torres e António Oliveira, respectivamente.

- Eusébio, maior jogador da história do futebol português, é nascido em Moçambique (antiga colônia portuguesa na África, país independente desde 1975).

A opinião dos especialistas

COMENTARISTA PALPITE OPINIÃO
<span class=

Lédio Carmona Oitavas “Não confio. Depende muito do Cristiano Ronaldo. É uma seleção que já passou do ponto, não tem renovação”
<span class=

Alex Escobar Quartas “Eu acho que também não passa pelas quartas. Tem alguns astros envelhecidos, como o Deco. Não conseguiu se encontrar em nenhum momento nas eliminatórias. Ultradependente do Cristiano Ronaldo, que sofre de um fenômeno parecido com o do Ronaldinho Gaúcho em seu auge: na seleção, não é o mesmo do clube”
<span class=

Décio Lopes Quartas “Uma das decepções das eliminatórias, especialmente por terem o melhor jogador do mundo. Cristiano Ronaldo não fez a diferença em momento algum, nem mesmo nos mais decisivos, em que o craque é tão necessário. Há bate-boca na imprensa entre ele e o treinador. Assim Portugal não vai a lugar algum. Mas se a paz voltar a reinar e o time trabalhar sério, podem ir longe. Deco joga muita bola, Ricardo Carvalho e Simão têm valor, Quaresma se não achasse que é um gênio poderia ser útil... Falta um centroavante e Liedson tenta ajudar. Mas o time precisa mesmo é de Cristiano em dias de glória.”
<span class=

Blog Brasil Mundial FC Oitavas “Os olhos do mundo estarão em Cristiano Ronaldo. Mas Queiroz até hoje não conseguiu fazer Portugal jogar bem. Não vai longe”

Por dentro do país

"Pela classificação sofrida, acho que Portugal vai tentar fazer um bom papel na Copa e não deixar que todo esse esforço tenha sido em vão. O povo português quer muito um título e essa cobrança só vai acabar quando isso acontecer. Portugal tem uma grande equipe, mas, na minha opinião, dependerá muito da inspiração do Cristiano Ronaldo. Se ele estiver num bom momento até lá, acho que eles poderão pensar em algo a mais na competição. A entrada do Liedson aumentou demais o poder de fogo da equipe deles. É uma atacante muito rápido, que se movimenta bem e tem grande prestígio aqui em Portugal. No Benfica, Fábio Coentrão foi um dos convocados para o último jogo, mas costumam ir também César Peixoto e Nuno Gomes. Se eles estiverem confirmados na convocação final, torcerei para que tenham uma boa participação. Mas só se isso não atrasar o lado do Brasil, já que estou trabalhando para garantir minha presença na competição."

Ramires, meia do Benfica e da seleção brasileira


Confira o Raio-X das selecções

África do Sul

Alemanha Argentina Brasil
Espanha Dinamarca Eslováquia Eslovênia
França Grécia Holanda Itália
Inglaterra Portugal Sérvia Suíça

0 golos

Enviar um comentário

No Futebol "O Desporto Rei" todos os comentários são aceites, desde que os mesmos não contenham qualquer tipo de palavreado não adequado, que impere o respeito e que não sejam com o intuito de fazer apenas e só publicidade. Para este último aspecto, assim como para eventuais trocas de links, façam o favor de nos contactar para o nosso endereço de email (Gmail).

ESTAMOS NAS REDES SOCIAIS:

ESTAMOS NAS REDES SOCIAIS:
Adiciona-nos e ajuda-nos a divulgar um projecto que pretendemos retomar em breve.

Followers

Parcerias:

Parcerias:
A Mística Azul e Branca traz-nos o "Poder Portista".

A Norte de Alvalade traz-nos "De Leão ao peito".

O Blog Geração Benfica traz-nos "Benfica by GB".