Pesquisar neste blogue:

Contador de Visitas:

Web stats powered by www.clubstat.com

Outros pontos de visita:

Ocorreu um erro neste dispositivo

Temas e Assuntos:

Arquivo do blogue

Colaboradores do blog:

-» Futebol

-» T Nogueira

-» Nuno Texas

-» António Fonseca

-» João Miguel Pereira

-» Marcelo Santos

-» Guilherme Pannain

-» Geração Benfica

-» Tiago Ferreira

-» Livre Directo

-» Bruno Miguel Espalha

Presidente do Marítimo fala em "pressões, aliciamento e ameaças" no caso Kléber

Publicada por Gonçalo Nuno Oliv quarta-feira, 21 de julho de 2010

O presidente do Marítimo, Carlos Pereira, assegura que o clube madeirense não vai abdicar da indemnização a que tem direito por Kléber, uma vez que o avançado brasileiro tem contrato de empréstimo com os “verde-rubros” por mais um ano.

«Fala-se muito no negócio do Kléber mas, para o Marítimo, a situação resume-se numa frase: Falta o dinheiro. Sem dinheiro, o Marítimo não liberta o atleta porque tem mais um ano de contrato com o jogador. Por isso, não é com pressão, não é com aliciamentos e não é com ameaças que vão conseguir resolver o problema. Se for com ameaças, as instâncias jurídicas irão resolver o assunto. O FC Porto não aceitaria que o Bruno Alves abandonasse o estágio à revelia do clube, tal como o Atlético Mineiro também não aceitaria se o Tardelli fizesse o mesmo a conselho ou aliciamento de alguém», afirmou o líder máximo do Marítimo, lamentando não poder contar com Kléber no plantel.

«O Marítimo queria utilizar o jogador porque é um activo da equipa. Mas não podemos porque o atleta abandonou as instalações do clube. Se as regras e os contratos não forem cumpridos, então isto vai tornar-se numa selva», disse à partida da equipa madeirense para a Irlanda, onde irá defrontar o Sporting Fingal para a segunda “mão” da segunda pré-eliminatória da Liga Europa.

Carlos Pereira defende ainda que os príncipios são mais importantes que o dinheiro: «Não abdicamos dos nossos princípios. Temos idoneidade e somos sérios na forma de tratar os assuntos. Desta forma, o caso acabará nas instâncias jurídicas. Quanto falta ao Marítimo receber? Não falo de dinheiro na praça pública. Mas para mim, os valores são pouco importantes. Os princípios sim, e esses estão contratualizados e têm de ser cumpridos.»

Texto e Imagem: A BOLA

0 golos

Enviar um comentário

No Futebol "O Desporto Rei" todos os comentários são aceites, desde que os mesmos não contenham qualquer tipo de palavreado não adequado, que impere o respeito e que não sejam com o intuito de fazer apenas e só publicidade. Para este último aspecto, assim como para eventuais trocas de links, façam o favor de nos contactar para o nosso endereço de email (Gmail).

ESTAMOS NAS REDES SOCIAIS:

ESTAMOS NAS REDES SOCIAIS:
Adiciona-nos e ajuda-nos a divulgar um projecto que pretendemos retomar em breve.

Followers

Parcerias:

Parcerias:
A Mística Azul e Branca traz-nos o "Poder Portista".

A Norte de Alvalade traz-nos "De Leão ao peito".

O Blog Geração Benfica traz-nos "Benfica by GB".