Pesquisar neste blogue:

Contador de Visitas:

Web stats powered by www.clubstat.com

Outros pontos de visita:

Ocorreu um erro neste dispositivo

Temas e Assuntos:

Arquivo do blogue

Colaboradores do blog:

-» Futebol

-» T Nogueira

-» Nuno Texas

-» António Fonseca

-» João Miguel Pereira

-» Marcelo Santos

-» Guilherme Pannain

-» Geração Benfica

-» Tiago Ferreira

-» Livre Directo

-» Bruno Miguel Espalha

Um destaque ainda merecido

Publicada por Tiago Nogueira sexta-feira, 16 de julho de 2010

Diego Forlán (Uruguai) – Este uruguaio de 31 anos foi o melhor jogador do Campeonato do Mundo de 2010 com toda a justiça, não só pelo seu enorme talento, mas também por toda a sua garra e forte vontade de triunfar. Este jogador é extremamente importante para a sua equipa tanto a nível táctico como a nível motivacional, pois é ele o motor de busca da sua selecção, para o processo ofensivo do Uruguai ficar organizado a bola tem que passar por este homem, é ele que dá sempre um toque importantíssimo de brilho e de eficácia na jogada da sua equipa. Após este facto, posso também dizer que a constante movimentação entre-linhas por parte de Forlán é feita de forma brilhante e extremamente desequilibradora, abrindo buracos enormes nas defesas contrárias, isto só é possível quando o jogador em questão é evoluído tacticamente e muito inteligente! Para terminar, digo só que o seu remate é algo invejável e a meu ver ele é um dos melhores do mundo a rematar de longas distâncias!

Thomas Müller (Alemanha) – Um prodígio germânico de 20 anos em completa ascensão, é esta a definição para Thomas Müller. Não é um portento em técnica, como alguns dizem, na minha opinião, mas a sua capacidade irreverente de entender o jogo é algo extraordinário, ele pensa e executa de uma forma incrivelmente rápida e isso no futebol moderno faz toda a diferença! Para além disso, Müller tem 187cm, para um homem que passa a maior parte do tempo encostado à linha não é muito vulgar, dado que a capacidade para explodir, na maioria dos casos, não consegue ser a pretendida, mas ele demonstra que é uma das excepções à regra, lendo muito bem os lances, partindo em velocidade nos momentos correctos e finalizando da melhor forma, não foi à toa que este alemão foi o melhor marcador do Mundial! Ainda espero imenso deste jogador como é óbvio e vou certamente acompanhar o seu futuro com todo o prazer, pois a sua margem de progressão é imensa!

Dou o grande destaque individual a estes dois fabulosos jogadores, uma vez que um foi o melhor jogador da competição para a FIFA e para mim e o outro foi o melhor marcador da mesma! A nível colectivo, Holanda e Espanha merecem todo o destaque porque foram as duas melhores equipas, uma com um PROCESSO OFENSIVO fantástico e a outra (a campeã do Mundo) com um "JOGAR" fantástico, não faço divisões ofensivo/defensivo, pois esta selecção é a única que merece ter o difícil rótulo de EQUIPA! É um encanto para qualquer apreciador de futebol ver a cultura de posse e dinâmica espanhola, portanto e citando o sábio Luís Freitas Lobo, a grande estrela do Mundial que se realizou na África do Sul é a bola. Não pelos efeitos que dizem ganhar, mas pela forma como respeitou o melhor futebol!

9 golos

  1. Concordo plenamente! Diego Fórlan e Muller estiveram em grande plano no Mundial. Para Forlan talvez tenha sido o último, mas Muller ainda estará certamente noutros e vai crescer muito ainda como jogador.

     
  2. T Nogueira Says:
  3. Infelizmente, Forlán no máximo dos máximos poderá fazer mais um Mundial, enquanto Müller poderá fazer mais três à vontade. São os dois fantásticos e tenho a certeza que o alemão alcançará o enorme destaque na sua selecção como Forlán atingiu no Uruguai!

     
  4. Delantero Says:
  5. Forlan e Muller estao ao nivel deste teu post,é tudo ;)

     
  6. Nicholas Says:
  7. Ambos fizeram um grande mundial, porém discordo na importância dada a Muller. O destaque aqui é só pela idade e os golos marcados... Comparando ofensivamente com o Forlán, o Muller é literalmente um menino. Houve jogadores alemães com prestações bem melhores: Schweinsteiger, Ozil, Podolski.
    Ainda em relação ao Forlán, foi sem dúvida a principal figura dum Uruguai com caminho "facilitado" até às meias-finais. Jogador completíssimo e que deu espectáculo. Ainda assim, o Uruguai não era só o Forlán...
    A meu ver quem mereceu o prémio foi o Wesley Sneijder. Só espero que esteja no pódio na próxima eleição de melhor do Mundo, atrás de Messi e à frente de Ronaldo.
    Nick

     
  8. Futebol Says:
  9. Eu discordo da opinião do Nicholas no que diz respeito ao Muller. A sua importância não teve apenas a ver com a idade e com os golos, mas também com os desiquilíbrios que criava nos espaços que ocupava. É um jogador muito influente pela forma como se movimenta em zonas interiores do campo.

     
  10. T Nogueira Says:
  11. Olá Nicholas, é com prazer que vejo a tua "critica",

    Müller é um menino? Só se for mesmo na idade! A época que ele fez no Bayern e o grande mundial são o perfeito exemplo do seu valor! E a sua importância na selecção alemã é tanta que no jogo em que ele ficou de fora foi a Espanha a passar à final! Como é óbvio não estou a dizer que a Alemanha é Müller + 10, nem de perto nem de longe, Ozil, Khedira, Klose, Schweinsteiger e Lahm são fantásticos e muito importantes! Quanto a Podolski temos opiniões claramente diferentes, não acho que ele tenha feito um grande Mundial, esteve muito mal no jogo frente à Sérvia e não é uma peça chave naquela selecção!

    Em relação à eleição para melhor do Mundo, já é hora de deixarmos o nome e a fama de lado, Wesley Sneijder não merece ficar em 2º, merece vencer o troféu! Ganhou a Champions, esteve na final do Mundial e foi determinante tanto no Inter como na selecção holandesa, é um jogador magnífico que, se houver justiça no futebol, será o melhor do Mundo este ano!

     
  12. Nicholas Says:
  13. Tenham calma! Não estou a dizer que Muller não é bom. Só acho que está a haver aqui um pouco de exagero... E repito que esta eleição deve-se ao facto de ter sido melhor marcador (injusto para outros dois jogadores...). Estamos a falar dum típico jogador alemão: um portento físico e mentalmente pragmático. Sou um grande admirador do futebol alemão e da própria Bundesliga, mas para mim a atribuição deste prémio é injusta a partir do momento que há na própria selecção alemã outro jovem melhor: o Ozil...

    A Alemanha foi para mim uma grande surpresa neste Mundial mesmo por isto. Vejam quantos jogos fizeram Muller, Ozil e Khedira na fase de apuramento... Parece que esta selecção "afinou-se" agora para a fase final! E não me venham falar de peças chave numa selecção baseadeando-se em 7 jogos duma fase final. Peças chave são os jogadores que já lá estavam antes e que são a base da equipa. E concordo em relação ao Podolski não ser peça chave, mas só porque não existem mais de dois/três numa equipa... Agora se me querem comparar a importância nesta Mannschaft de Podolski com Muller, é absurdo dizer que este último é mais importante!

    Por norma as eleições da FIFA são cómicas, vejam o último a ganhar este prémio do Muller: Podolski! E aqui, outra vez! Acho que este prémio foi injusto mas, ainda assim, preferi a prestação de Podolski naquele Mundial ao de Muller neste.

    No fundo estamos a dizer coisas parecidas, a diferença é nos graus de ênfase. Vejam a coisa pelo seguinte prisma: a Alemanha jogou muito futebol (que se esfumou contra a Espanha por causa da idade da equipa) e produzia montes de ocasiões de golo; tem jogadores com um tremendo poder de finalização que parece genético; alguém ia marcar golos; calhou a Muller e ao matador Klose.
    E agora vejamos os golos de Muller: aparecia bem no espaço e enquadrado com a baliza marcava. Mas é assim que a equipa jogava!
    Klose fez o mesmo... Ora! Também lhe competia! As movimentações de construção de jogo de que falam também vi, mas eram outros jogadores a fazê-las: Ozil, Podolski e Schweinsteiger.

    Marcar golos como marcaram Villa e Forlán é que eu gostava de ter visto. E assim aceitaria estes elogios a Muller de braços abertos.

    Sneijder melhor do Mundo só se ganhasse o Mundial. Um melhor do mundo tem que ser o melhor da sua equipa: Sneijder é-o na Holanda, mas afirmá-lo enquadrado no Inter é complicado. Nisto Messi não dá hipótese, não há dúvidas que o é neste mega Barcelona. E nenhum treinador do mundo abdicaria de ter um Messi por troca com Sneijder. Fazendo o mesmo raciocínio com Ronaldo, também era complicado. Mas aqui acredito que já houvesse um ou outro que escolhesse este Sneijder.

    Só quero acabar dizendo que não estou aqui numa de bota abaixo. Não comento crónicas que não gosto. O destaque a estes atletas é merecido e bem feito. Só não gosto é da justificação com os prémios da FIFA. Nem parece que a final foi um Holanda-Espanha. Onde estão os destaques a Xavi, Iniesta, Villa, Sneijder? Os jogadores espanhóis enquanto individualidades não existem, são apenas a grande equipa "Espanha". Por outro lado a Holanda, que para mim foi a melhor equipa tendo em conta o 11 titular (o GR, os 4 defesas, de Jong, Kuyt...) parece que foi uma surpresa/acidente/não aconteceu.

     
  14. Futebol Says:
  15. Nicholas claro que o pessoal tem calma, estamos entre amigos a trocar ideias... E o que eu disse em relação ao Muller, volto a sublinhar, Muller é bem mais do que golos, pelo motivo que já referi. Ao jogar em zonas interiores, aparecendo entre linhas, torna-se um desiquilibrador nato, pela forma como se movimenta e permite aos seus companheiros libertarem-se...

     
  16. T Nogueira Says:
  17. Nicholas, nós estamos calmos até porque apreciamos criticas e outros pontos de vista construtivos e interessantes!

    Não consigo dar-te razão em dois pontos principais, no primeiro e quanto a mim Podolski é um bom jogador, mas não a estrela que muitos dizem ser na selecção. Não acho isso de todo, é um jogador um pouco inconstante e quando nos momentos mais importantes é necessário aparecer ele "esconde-se" atrás da sua equipa e dos jogadores verdadeiramente importantes!

    Quanto a Sneijder, não consigo dar-te razão, ele é o mais importante na Holanda a par de Robben e é também o mais importante no Inter a par de Maicon e talvez Diego Milito nesta última época, ele tem tudo para ser o melhor do Mundo pelos critérios da FIFA, dado que se reparares eles ligam imenso ao palmarés da época e ele tem SÓ um campeonato italiano, uma taça de Itália, uma Champions e uma final do campeonato do Mundo! Para não falar do imenso talento que todos sabemos que ele possui, à excepção de Xavi não vejo mais ninguém, neste momento, a fazer os passes de ruptura tão perfeitos e desequilibradores como Sneijder faz!

    E o meu destaque para as duas finalistas da competição está no final como podes ver: "A nível colectivo, Holanda e Espanha merecem todo o destaque pois foram as duas melhores equipas(...)"

     

Enviar um comentário

No Futebol "O Desporto Rei" todos os comentários são aceites, desde que os mesmos não contenham qualquer tipo de palavreado não adequado, que impere o respeito e que não sejam com o intuito de fazer apenas e só publicidade. Para este último aspecto, assim como para eventuais trocas de links, façam o favor de nos contactar para o nosso endereço de email (Gmail).

ESTAMOS NAS REDES SOCIAIS:

ESTAMOS NAS REDES SOCIAIS:
Adiciona-nos e ajuda-nos a divulgar um projecto que pretendemos retomar em breve.

Followers

Parcerias:

Parcerias:
A Mística Azul e Branca traz-nos o "Poder Portista".

A Norte de Alvalade traz-nos "De Leão ao peito".

O Blog Geração Benfica traz-nos "Benfica by GB".