Pesquisar neste blogue:

Contador de Visitas:

Web stats powered by www.clubstat.com

Outros pontos de visita:

Ocorreu um erro neste dispositivo

Temas e Assuntos:

Arquivo do blogue

Colaboradores do blog:

-» Futebol

-» T Nogueira

-» Nuno Texas

-» António Fonseca

-» João Miguel Pereira

-» Marcelo Santos

-» Guilherme Pannain

-» Geração Benfica

-» Tiago Ferreira

-» Livre Directo

-» Bruno Miguel Espalha

Queiroz, será demasiado para os portugueses?

Publicada por Tiago Nogueira terça-feira, 6 de outubro de 2009

Carlos Queiroz falou hoje sobre a dupla jornada decisiva para a Selecção, lembrou que o apoio dos adeptos sempre foi fundamental e agradeceu a Scolari. "Espero ver o apoio em bandeiras. Se há pessoas que lutaram por bandeiras nas janelas e fazer cantar o hino fui uma delas", disse o actual seleccionador nacional, algo incomodado, relembrando que na sua primeira passagem pela equipa portuguesa promoveu o 12.º jogador, conseguindo 100 mil pessoas no estádio num Portugal-Albânia! Queiroz recordou que criou um sonho e admitiu que este juntamente com outras pessoas atingiu patamares fantásticos.

Queiroz aproveitou a conferência de imprensa de hoje para pacificar mais um pouco as relações com Scolari, seu antecessor. O brasileiro manifestou esperança na equipa e Queiroz respondeu com um estender de mão: "É de enaltecer o apoio de todos os que se revêem nesta selecção neste momento. Ele faz parte dos adeptos que disputam a camisola número 1, das pessoas que sabem que não é fácil e nada cai do céu"! Confrontado com a pressão que recai sobre a equipa para os jogos com a Hungria e Malta, o seleccionador respondeu com um apelo à maturidade: "Tudo o que se diz são lugares comuns nesta altura, pois estamos habituados a abordar jogos profissionalmente desde os 9 anos"! Depois de se ter queixado da agressividade da equipa húngara no último jogo, o treinador pediu espírito de sacrifício: "Portugal lutou por todas as bolas com a Hungria e agora tem que o juntar o mérito de jogar bem. A equipa cresceu, está mais sólida, consistente e coerente. Todos temos de fazer sacrifícios".

Queiroz aproveitou para dizer que discorda de Blatter, presidente da FIFA, por este dizer que o Mundial pode ser bom mesmo sem Portugal e Argentina e disse que não ia preocupar-se com a possibilidade de Dinamarca e Suécia empatarem, o que complicaria as contas do apuramento português para o Mundial 2010: "Vou estar com olhos, ouvidos e alma no jogo com a Hungria, que é o único que podemos controlar e que está ao nosso alcance", será que Queiroz tem demasiada educação para "sobreviver" aos portugueses em geral? Veremos como isto acaba, mas, sendo bastante sincero, este senhor tem lugar cativo na minha concepção do desporto rei!

0 golos

Enviar um comentário

No Futebol "O Desporto Rei" todos os comentários são aceites, desde que os mesmos não contenham qualquer tipo de palavreado não adequado, que impere o respeito e que não sejam com o intuito de fazer apenas e só publicidade. Para este último aspecto, assim como para eventuais trocas de links, façam o favor de nos contactar para o nosso endereço de email (Gmail).

ESTAMOS NAS REDES SOCIAIS:

ESTAMOS NAS REDES SOCIAIS:
Adiciona-nos e ajuda-nos a divulgar um projecto que pretendemos retomar em breve.

Followers

Parcerias:

Parcerias:
A Mística Azul e Branca traz-nos o "Poder Portista".

A Norte de Alvalade traz-nos "De Leão ao peito".

O Blog Geração Benfica traz-nos "Benfica by GB".