Pesquisar neste blogue:

Contador de Visitas:

Web stats powered by www.clubstat.com

Outros pontos de visita:

Ocorreu um erro neste dispositivo

Temas e Assuntos:

Arquivo do blogue

Colaboradores do blog:

-» Futebol

-» T Nogueira

-» Nuno Texas

-» António Fonseca

-» João Miguel Pereira

-» Marcelo Santos

-» Guilherme Pannain

-» Geração Benfica

-» Tiago Ferreira

-» Livre Directo

-» Bruno Miguel Espalha

Liga Sagres: F.C. Porto vence V. Setúbal por 5-2 e pressiona Sp. Braga na luta pelo 2º lugar

Publicada por João Miguel Pereira domingo, 25 de abril de 2010



O F.C. Porto venceu esta noite o V. Setúbal por 5-2, em jogo a contar para a 28ª Jornada da Liga Sagres, disputado no Estádio do Bonfim, na cidade do Sado.

A partida ficou marcada por um lance de Falcão, que gerou bastante polémica. Aparentemente não há nada de ilegal, mas o árbitro decide exibir ao jogador colombiano o 5º cartão amarelo, que o impede de defrontar o Benfica já na próxima jornada.

Crónica do Jogo:

Com o objectivo de ainda atingir o 2º lugar, e o consequente apuramento para a pré-Eliminatória da Liga dos Campeões, o F.C. Porto entrou em campo disposto a resolver a questão o mais rapidamente possível.

Com Hulk e Falcão em destaque, os "azuis e brancos" chegaram rapidamente ao golo, marcado pelo colombiano quando o relógio marcava 13 minutos.

Em vantagem no marcador a equipa nortenha "entrega" o domínio do jogo ao adversário, que revela muitas dificuldade para "alvejar" a baliza de Beto.

Perante o desacerto sadino, o F.C. Porto volta a marcar por intermédio do brasileiro Maicon, já bastante perto do tempo de descanso.

Ao intervalo, a vantagem dos "azuis e brancos" era justíssima, pois tinha sido (claramente) a melhor equipa em campo durante os primeiros 45 minutos.

Porém, a segunda parte foi totalmente diferente, graças a uma nova atitude da equipa sadina e a uma alteração operada pelo técnico Manuel Fernandes, que modificou o cariz do jogo.

Com a entrada do médio Bruno Ribeiro para o lugar do defesa Rúben Lima, o V. Setúbal passou a controlar melhor os lances no meio-campo e a libertar mais o avançado Henrique, que até aí tinha estado bastante "preso" entre os centrais portistas.

Aos 51 minutos, Henrique reduz para 1-2, lançando a festa e a esperança nas bancadas dos adeptos da equipa setubalense, que procura desesperadamente uma vitória para poder assegurar matematicamente a manutenção.

Com a ansiedade à flor da pele, os sadinos lançam-se no ataque e em apenas 6 minutos passam da alegria ao desespero, pois em contra-ataque, Guarin faz o 1-3 e "acaba" praticamente com a história do encontro.

Após a marcação do terceiro golo portista, o V. Setúbal resolve "atirar a toalha ao chão" e Fernando Belluschi aproveita para marcar mais um golo, aumentando o resultado para 1-4, deixando os adeptos sadinos completamente desesperados.

Aos 79 minutos, acontece o tal lance polémico de Falcão, que acaba por "incendiar" a partida, pois, alegadamente, o avançado colombiano não faz nada que lhe valesse um cartão amarelo. A mesma opinião tem Jesualdo Ferreira que, de cabeça perdida, entra no relvado tentando agredir o árbitro Pedro Henriques, sendo de imediato agarrado por alguns elementos do "staff" técnico "azul e branco". A atitude irreflectida do treinador portista valeu-lhe a expulsão, e o consequente castigo pode-o retirar do "banco de suplentes" até ao final desta edição da Liga Sagres.

Depois de toda esta confusão, a partida arrastou-se até ao final, mas Henrique (V. Setúbal) e Falcão (F.C. Porto) ainda tiveram tempo de dar outra expressão ao marcador.


Com esta vitória, a equipa portista fica a apenas 2 pontos do Sp. Braga, mas os bracarenses só amanhã é que cumprem o seu desafio referente à 28ª Jornada, podendo voltar a ficar com uma "confortável" vantagem de 5 pontos.


POSITIVO - Os 7 golos do encontro e o número de espectadores presentes nas bancadas do anfiteatro sadino

NEGATIVO - A confusão a que se assistiu depois de Falcão ter levado o cartão amarelo, alegadamente de forma injusta



Ficha do Jogo:

Estádio: Bonfim, em Setúbal

Árbitro: Pedro Henriques (AF Lisboa)


V. SETÚBAL - Nuno Santos; André Pinto, Collin, Ricardo Silva, Ney e Ruben Lima; Sandro e Neca; Kazmierczak, Helder Barbosa e Henrique

Jogaram Ainda: Bruno Ribeiro, Rui Fonte e Marc Zoro

Suplentes não utilizados: Matos, Zarabi, Paulo Regula e Luís Carlos


F.C. PORTO - Beto; Jorge Fucile, Rolando, Maicon e Álvaro Pereira; Fernando, Guarín, Raul Meireles e Fernando Belluschi; Hulk e Falcao

Jogaram Ainda: Miguel Lopes, Tomás Costa e Valeri

Suplentes não utilizados: Nuno, Nuno André Coelho e Orlando Sá e Ernesto Fárias


Disciplina: Cartão Amarelo a Álvaro Pereira (61') e Falcão (79')

0 golos

Enviar um comentário

No Futebol "O Desporto Rei" todos os comentários são aceites, desde que os mesmos não contenham qualquer tipo de palavreado não adequado, que impere o respeito e que não sejam com o intuito de fazer apenas e só publicidade. Para este último aspecto, assim como para eventuais trocas de links, façam o favor de nos contactar para o nosso endereço de email (Gmail).

ESTAMOS NAS REDES SOCIAIS:

ESTAMOS NAS REDES SOCIAIS:
Adiciona-nos e ajuda-nos a divulgar um projecto que pretendemos retomar em breve.

Followers

Parcerias:

Parcerias:
A Mística Azul e Branca traz-nos o "Poder Portista".

A Norte de Alvalade traz-nos "De Leão ao peito".

O Blog Geração Benfica traz-nos "Benfica by GB".