Pesquisar neste blogue:

Contador de Visitas:

Web stats powered by www.clubstat.com

Outros pontos de visita:

Ocorreu um erro neste dispositivo

Temas e Assuntos:

Arquivo do blogue

Colaboradores do blog:

-» Futebol

-» T Nogueira

-» Nuno Texas

-» António Fonseca

-» João Miguel Pereira

-» Marcelo Santos

-» Guilherme Pannain

-» Geração Benfica

-» Tiago Ferreira

-» Livre Directo

-» Bruno Miguel Espalha

Mundial 2010 - Grupo C: Eslovénia x EUA (2-2)

Publicada por Tiago Ferreira sexta-feira, 18 de junho de 2010

O jogo começou, como era de esperar, com uma grande luta no centro do terreno, com um ligeiro ascendente da Eslovénia que chegava mais vezes à baliza contrária e empurrava os EUA para o seu meio campo. Desta ténue supremacia, e sem que propriamente o merecesse, a selecção europeia acabou por chegar ao golo aos 13 minutos. Golaço de Valter Birsa, que recebeu a bola à entrada da grande área e rematou colocado, Tim Howard , encoberto por um defesa central , nada pôde fazer. Um dos melhores tentos, até ao momento, deste Mundial.

Os EUA reagiram bem ao golo sofrido, como já tinha acontecido frente à Inglaterra, reacção essa que no entanto não durou muito, e o jogo passou a ser comandado, quase na sua totalidade, pela Eslovénia, que, jogando no meio campo contrário, ia criando mais perigo, sem que os Estados Unidos conseguissem ter argumentos para a contrariar.
A escassos minutos do final do primeiro tempo, quando os americanos despertaram e estavam a encostar o adversário às cordas, eis que Ljubijankic é assistido em corrida e, perante a saída de Tim Howard, remata em jeito para o fundo da baliza. Estava feito o 2-0 e os Estados Unidos estavam em muito maus lençóis.

Assim acabou a primeira parte, 45 minutos desinteressantes. A Eslovénia surpreendia, não só pelo resultado, como também pela postura menos defensiva que aquela demonstrada frente à Argélia; no que toca aos americanos desiludiam, não tinham construção de jogo ofensivo e erravam inúmeros passes.

A segunda parte começou, tal como a primeira acabou, com um golo. Donovan (considerado o homem do jogo), depois de receber a bola na direita e entrar na grande área mandou um pontapé de raiva que passou entre a cabeça do guarda-redes e a barra. Mais um bom golo, um golo muito importante para os Estados Unidos. Este tento foi de facto um ponto de viragem no jogo, que, a partir daí se tornou mais rápido e disputado, com a bola a chegar mais vezes perto das áreas. Para esta mudança muito contribuiu a diferente atitude apresentada pelos americanos no 2º tempo. Eles que viriam a chegar ao empate aos 82 minutos por intermédio de Michael Bradley assistido por Altidore.

Este resultado premeia o querer americano depois de estarem a perder 2-0 ao intervalo. A reviravolta só não foi completa porque o árbitro anulou já nos instantes finais, mal, um golo aos EUA. A Eslovénia teve o apuramento na mão e deixou-o fugir.

O empate não é com toda a certeza aquilo que ambas as equipas esperavam, no entanto, serve melhor à equipa europeia que totaliza assim 4 pontos, contra os 2 do país do Tio Sam.

Uma vez que se espera uma derrota da Argélia frente à Inglaterra, o apuramento para os oitavos de final deverá ser disputado entre ingleses, eslovenos e americanos.

0 golos

Enviar um comentário

No Futebol "O Desporto Rei" todos os comentários são aceites, desde que os mesmos não contenham qualquer tipo de palavreado não adequado, que impere o respeito e que não sejam com o intuito de fazer apenas e só publicidade. Para este último aspecto, assim como para eventuais trocas de links, façam o favor de nos contactar para o nosso endereço de email (Gmail).

ESTAMOS NAS REDES SOCIAIS:

ESTAMOS NAS REDES SOCIAIS:
Adiciona-nos e ajuda-nos a divulgar um projecto que pretendemos retomar em breve.

Followers

Parcerias:

Parcerias:
A Mística Azul e Branca traz-nos o "Poder Portista".

A Norte de Alvalade traz-nos "De Leão ao peito".

O Blog Geração Benfica traz-nos "Benfica by GB".